Minha garagem dos sonhos - carros nacionais

abril 22, 2010

Eu já havia visto em outros blogs algo parecido com esta postagem e tive vontade de fazer o mesmo. Trata-se de como seria minha garagem dos sonhos, se eu tivesse espaço e, principalmente, dinheiro para comprar os carros de que mais gosto.
Parti do princípio que seriam 10 carros, por isso, vamos lá:

01- Puma GTE 1971
Este seria o carro que eu teria comprado se eu não tivesse encontrado o SP2 primeiro. Tenho verdadeira paixão pelo estilo desta Puma, em especial pelas coberturas de acrílico dos faróis, muito parecidas com as utilizadas nos antigos carros esporte europeus.


02 - Willys Interlagos 1963
Acho que este nem precisa explicação para estar na lista. Acho o design deste carro simplesmente incrível, além de ter tido um papel fundamental na história do automobilismo brasileiro. O que mais me chama atenção no Interlagos é o formato de sua frente, em forma de cunha, e com os detalhes cromados que lhe dão um charme todo especial.


03 - Simca Jangada 1963
Nunca fui muito fã dos modelos Station Wagon, mas a Jangada é uma exceção à regra. O design retrô deste carro, com muita inspiração nas linhas francesas, além da pintura em estilo saia e blusa, fazem deste carro um verdadeiro ícone entre os colecionadores. Já me imagino saindo de férias com a família numa destas Jangadas...


04 - Bianco S2 1978
Outro carro que não precisa de muita apresentação. Dono de um design inigualável, o Bianco chega a ser um carro sensual, lembrando as curvas e uma mulher. Lembro de ter visto um destes, quando ainda era um guri aqui em Porto Alegre, e não saber que carro se tratava. Na época achei que fosse uma Ferrari. Passei perto não?


05 - Brasinca 4200GT Uirapuru 1966
Outro ícone da nossa indústria automobilística, o Uirapuru inovou na época por utilizar um chassi monobloco próprio e motor do Chevrolet Brasil que lhe rendia 142cv de potência bruta. Em matéria de design, ele foi inigualável, com seu capô longo, a traseira curta, os vincos laterais e o inconfundível vidro traseiro envolvente. Além disso o Uirapuru deteve a marca de ter ultrapassado os 200 km/h no autódromo de Interlagos, marca essa ultrapassada somente pelo Omega na década de 90.


06 - Buggy Tropi Kadron 1970
Mais um "filhote" de Anisio Campos, o Tropi é, na minha opinião, o buggy mais bonito já produzido em série. As inovações como santantonio de fibra, linhas arredondadas e faróis embutidos, até hoje são referência entre os buggeiros. Este é pura curtição, pra passar um findi nas dunas de alguma praia deserta, no melhor estilo Mutantes...


07- Maverick GT 1975
Chegou a vez dos músculos. E nenhum carro nacional representa tão bem este segmento como o Ford Maverick GT. Lançado em 73 para combater o Chevrolet Opala, o Maverick GT possuia um magnifico motor V8 302 de 197 cavalos, levando-o a atingir uma máxima de 178 km/h. as linhas harmoniosas e o requintado interior fazem do GT um item muito cobiçado entre os colecionadores.


08 - Dodge Charger R/T 1971
Mais um legítimo "muscle" que eu gosto muito, principalmente com esta pintura laranja com grafismos em preto na lateral. Destaque também para o teto em vinil com colunas alongadas e as faixas vermelhas nos pneus, sem contar no coração do carro: um V8 318 com 215cv. Uma verdadeira usina de força.


09 - Miura MTS 1981
Como um bom gaúcho que sou, não poderia deixar de lado um legítimo Fora de Série aqui dos pampas: o Miura MTS. Entre todos os modelos de Miura o MTS é o que me chama mais a atenção devido, principalmente, ao formato das rodas, o perfil alongado do capô dianteiro e dos spoilers dos pára-choques, num formato diferente do Miura Sport. Sem contar que este exemplar usava a mecânica do VW Passat TS, bem mais brava que o 1600 a ar.


10 - Miura X11 1990
Eu já falei que gosto muito de Miuras?
O último da lista é o X11, uma evolução do modelo X8 que o tornava ainda mais esportivo. Destaque para a pintura em dois tons, a silhueta que lembra um Corvette (outro sonho de consumo) e a ampla área envidraçada, com o vidro traseiro curvo. Sem falar que o interior do X11 é puro requinte, todo em couro na cor creme e no motor 2.0 do VW Santana que lhe conferia um bocado de potência.


Bom, esta seria a minha garagem dos sonhos para os modelos nacionais. Em breve farei a lista dos importados...

Talvez você goste também:

9 comentários

Deixe aqui seu comentário.

Curta Nossa Fanpage

Seguidores do Google+

Seguidores do Blogger